Estudo de Viabilidade Económica

Durante o desenvolvimento de um projeto mineiro, normalmente consideram-se três tipos de estudos de suporte aos estudos de viabilidade económica, que traduzem níveis sucessivamente crescentes e mais rigorosos de conhecimento:

  • Estudo concetual, também referido como scooping, é uma avaliação ainda muito preliminar do projeto mineiro, com dados ainda muito limitados, sendo útil para identificar os trabalhos de investigação e desenvolvimento que serão exigidos.
  • Estudo de pré-viabilidade, que representa um nível intermédio no processo de avaliação de um projeto mineiro; já caracteriza razoavelmente reservas e recursos, apresenta alternativas de métodos de extração e tratamento e respetivos rendimentos, e inclui uma análise financeira baseada em assunções razoáveis de exploração, tratamento de minério, metalurgia, economia, marketing, legislação, ambiente, e aspetos sociais e políticos.
  • Estudo de viabilidade, que representa a última e mais detalhada etapa do processo de avaliação. O corpo mineralizado estará já muito bem caracterizado e o nível de detalhe do projeto de exploração será já suficiente para permitir definir rigorosamente os recursos e as reservas minerais. A análise financeira considera os mesmos aspetos que se referenciaram para o estudo de pré-viabilidade, mas agora com grande detalhe e precisão.

Cumprir as diferentes etapas de desenvolvimento de um projeto mineiro geralmente poupa tempo e dinheiro, pois os investimentos são crescentes, existindo toda a vantagem para o investidor em que questões críticas possam ser identificadas e estudas atempadamente.

O Estudo de Viabilidade Económica é importante em qualquer projeto de desenvolvimento mineiro como suporte, a cada momento, para a decisão de investimento/desistência (go/no-go).

CONTACTAR