Elaboração de planos de prospeção e pesquisa

Os trabalhos de prospeção e pesquisa consistem na aquisição, integração e interpretação de dados de geologia, geofísica e geoquímica e obtida em amostragens, sondagens, sanjas, análises laboratoriais (mineralogia e química) e metalurgia de uma determinada área a partir de um conjunto de atividades para localizar, investigar e definir os recursos minerais.

Os trabalhos de prospeção e pesquisa, têm como objetivo inicial caracterizar, com a maior precisão possível, o depósito mineral em estudo, na sua geometria, volume, qualidade e teores.

Cada depósito mineral tem contudo características geológicas únicas e que devem ser consideradas no planeamento dos trabalhos de prospeção e pesquisa. Em concreto, na definição das áreas-alvo, dos métodos de prospeção a utilizar (diretos e/ou indiretos, deteção remota, etc.) e na elaboração do plano de amostragem e de caracterização analítica.

O sucesso de um plano de prospeção inicia-se na sua correta planificação que deverá concretizar, entre outros, o âmbito, os objetivos, os recursos exigidos, as etapas e o calendário. Será desta forma possível racionalizar a utilização dos meios envolvidos por forma a obter o máximo de informação no menor intervalo de tempo e com o mais baixo dispêndio possível.

Com o desenvolvimento dos trabalhos, o depósito vai sendo caracterizado de forma cada vez mais precisa, podendo o investidor analisar, em cada momento, e perante os novos dados adquiridos, a viabilidade económica do projeto mineiro (uma vez considerados também os fatores de contexto) decidindo pelo seu abandono ou por prosseguir no seu desenvolvimento até à fase de exploração.

Os nossos serviços incluem todas as fases dos planos de prospeção e pesquisa, desde o planeamento até à avaliação de recursos e de reservas, de acordo com as normas internacionalmente reconhecidas (JORC, NI43‑101, entre outras).

CONTACTAR